Livro publicado pela Editora da UEL ganha prêmio em concurso da Biblioteca Nacional
16/11/2021 - 18:00

O livro “Kafka e Schopenhauer: zonas de vizinhança” (EDUEL, 2020) recebeu o prêmio Mário de Andrade da Biblioteca Nacional, na categoria Ensaio Literário. A obra, que ficou em primeiro lugar, relata as aproximações entre contos escritos pelo escritor tcheco Franz Kafka, em alemão, e a filosofia do alemão Arthur Schopenhauer.

De acordo com o autor do livro, Maurício Arruda Mendonça, a obra foi resultado de uma tese de doutorado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Filosofia do Centro de Letras e Ciências Humanas (CCH), da UEL, orientada pelo professor aposentado Volnei Edson dos Santos. “No livro, exploro as relações entre os textos de ‘Na colônia penal’, ‘O castelo’ e do conto inconcluso ‘O caçador graco’, explicou Mendonça.

Para o pesquisador, que também é graduado em Direito pela UEL e dramaturgo, a premiação foi uma surpresa. “É um dos maiores prêmios brasileiros. Concorri com o propósito de ser avaliado e vencer foi uma surpresa bastante grande”, afirmou. O prêmio recebido pelo autor, concedido aos vencedores em cada uma das oito categorias, é de R$ 30 mil.

A Fundação Biblioteca Nacional escolhe, anualmente, obras de grande destaque na literatura nacional, nas categorias Poesia, Romance, Conto, Tradução, Ensaio Social, Ensaio Literário, Literatura Infantil e Literatura Juvenil.

SERVIÇO

“Kafka e Schopenhauer: zonas de vizinhança” – (EDUEL, 2020, 231 páginas) é comercializado em formato digital no site da EDUEL por R$32,40.