Tecnologias de Ponta

Cada vez mais, o conhecimento e a capacidade de inovar continuamente são fatores determinantes do sucesso de empresas, do crescimento econômico e, por consequência, do bem-estar social. A tecnologia passou a ser o diferencial que classifica as empresas e países em líderes ou seguidores.

Tecnologia de ponta é entendida como o mais recente desenvolvimento tecnológico decorrente de áreas que envolvem atividades inovativas. Estas atividades compreendem todos os passos científicos, tecnológicos, organizacionais, financeiros e comerciais, inclusive o investimento em novos conhecimentos que, efetiva ou potencialmente, levem à introdução de produtos ou processos tecnologicamente novos ou substancialmente melhorados.

As áreas mais propícias de encontrar atividades inovativas são, por exemplo: microeletrônica, informática, robótica, novos materiais, biotecnologias assim como geração, transmissão e distribuição de energia.

O ex-Paraná Tecnologia, atual UGF/SETI, para 2003, definiu três áreas prioritárias de tecnologia de ponta para fomento: Tecnologia da Informação e Comunicação – TIC, Biotecnologia e Novos Materiais. A definição dessas áreas resulta da necessidade de continuar aportando recursos em projetos de desenvolvimento inovador e em projeto que já estavam sendo fomentados pelo Fundo Paraná.


4.1 Tecnologia da Informação e Comunicação - TIC

Por TIC entende-se o conjunto de áreas que abrange, entre outras, a ciência da computação, informática industrial, software, telecomunicação, Internet, eletrônica e eletroeletrônica. As TIC são base de um dos setores mais dinâmicos da economia mundial, incluindo empresas de desenvolvimento, produção, comercialização e os serviços associados a computadores e seus periféricos; equipamentos de telecomunicações; equipamentos eletroeletrônicos digitais; componentes eletrônicos; microeletrônicos e opto-eletrônicos; e software, como produto ou serviço.

As TICs, e em particular o software, são os principais insumos de competitividade empresarial e eficiência social. Elas podem se constituir em importante ferramenta para a democratização do conhecimento, da formação e capacitação, e da transparência governamental. A maioria das empresas de software brasileiras é constituída por PMEs, tendo uma grande importância e potencialidades na dinâmica socioeconômica.

Na região sul concentra cerca de 28% das empresas de software brasileiras e 16% dos empregos gerados na indústria de TIC. O Paraná é o segundo maior produtor brasileiro de bens de serviços de informática, principalmente software, e dispõe de recursos humanos altamente qualificados. Existe na região infra-estrutura moderna e competitiva, além de sua localização estratégica dentro do Mercosul. Essa posição de destaque na produção de informática (segundo dados oficiais do MCT/SEPIN) resulta dos investimentos feitos na formação de recursos humanos e na criação de ativos tecnológicos, atraindo para a região importantes empreendimentos de base tecnológica.


4.2 Biotecnologia

Biotecnologia consiste na aplicação e transferência dos avanços científicos e tecnológicos, resultantes de pesquisas em ciências biológicas e da manipulação de organismos vivos, ou pela ação de substratos orgânicos e minerais, fermentações, cultura de tecidos, melhoramento vegetal, associações biológicas, controle biológico, genética animal, saúde animal, tecnologia de alimentos e fontes alternativas de energia, para a criação de produtos e processos. A biotecnologia também é conhecida como engenharia genética ou tecnologia do DNA recombinante, envolve modificação direta do DNA, que representa o material genético de um ser vivo, de forma a alterar precisamente determinadas características do organismo vivo ou introduzir novas características.

O potencial nesta área é enorme, passando pela diagnose e cura de doenças fatais, produção de novos medicamentos, redução do custo de produção de medicamentos de grande uso, produção de tecidos e órgãos para transplante, etc. A biotecnologia também tem sido utilizada na produção animal e microbiana para obtenção de substâncias usadas no processamento de alimentos e obtenção de medicamentos.

Atualmente, os setores que mais se beneficiam do desenvolvimento desta tecnologia são a agricultura e a indústria farmacêutica, mas as suas aplicações não se restringem a esses dois setores. A biotecnologia possui uma forte sinergia com o setor de química fina, principalmente, no desenvolvimento de produtos formulados, conhecidos como especialidades da química. Cabe destacar que os avanços decorrentes da biotecnologia, adequadamente direcionados, podem impactar positivamente sobre o meio ambiente e a segurança alimentar.


4.3 Novos Materiais

O termo Novos Materiais refere-se não só a materiais recém-descobertos ou desenvolvidos, mas também aos materiais já conhecidos, mas que hoje são fabricados com maior qualidade e elevado desempenho funcional, em decorrência do domínio e das melhores condições de controle dos processos de fabricação alcançado nas últimas décadas. Nesse segmento, a Nanotecnologia emerge como uma aposta estratégica de governos e países, constituindo-se na mais recente revolução tecnológica, com efeitos sobre todos os aspectos da vida. Permite, por exemplo, a produção de novos materiais e o controle e exploração de suas propriedades em escala atômica e molecular, abrindo novas possibilidades de aplicações em eletrônica, microeletrônica, tecnologias da informação, fabricação de componentes metálicos e não metálicos, medicina, biotecnologia, meio ambiente e energia.

Cabe destacar a importância dos novos materiais na redução de custos, na busca de alternativas para a substituição de recursos não renováveis, na contribuição para minimizar os efeitos negativos pelo uso e tratamento inadequado dos recursos naturais, assim como na descoberta e aplicação de materiais mais adequados às exigências das diferentes áreas de utilização.

Aplicações típicas contemplam desde artigos esportivos, materiais relacionados a aplicações eletroeletrônicas até materiais utilizados na ampliação ou substituição de quaisquer tecidos, órgãos ou funções corporais. 
 
 
 
Recomendar esta página via e-mail: