Notícias

04/12/2018

Incubadora do Tecpar recebe certificado que atesta capacidade de apoiar negócios

A Incubadora Tecnológica do Tecpar (Intec) recebeu o certificado do Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos (Cerne), que atesta que a incubadora do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) tem capacidade para prospectar e selecionar boas ideias e transformá-las em negócios inovadores. A certificação é no nível Cerne 1.

O Cerne é uma plataforma da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) que busca promover a melhoria contínua nos resultados das incubadoras de todo o país.

Para receber a certificação, a Intec passou um período de implantação de melhorias, em sistemas e processos, e recebeu auditorias para avaliar os esforços em oito princípios do Cerne: foco nos empreendimentos incubados, foco nos processos, ética, sustentabilidade, responsabilidade, melhoria contínua, desenvolvimento humano e gestão transparente e participativa.

Ao atingir o nível Cerne 1, a incubadora demonstra que tem capacidade para selecionar boas ideias e transformá-las em negócios inovadores bem sucedidos, sistemática e repetidamente. O Cerne atua com quatro níveis de maturidade. Agora, a Intec se prepara para o Cerne 2, que tem como foco garantir uma gestão efetiva da incubadora como uma organização.

De acordo com gerente do Setor de Parques e Incubadoras Tecnológicas, Gilberto Passos Lima, como resultado da adequação da Intec aos princípios do Cerne a incubadora desenvolveu um software de gestão de processos que deve ser licenciado e disponibilizado a outras incubadoras do país. “Ao definir parâmetros para certificação, o Cerne estimula a melhoria no ambiente de inovação. Ao sermos certificados, somos reconhecidos de que estamos fazendo um bom trabalho junto aos nossos incubados”, diz Lima.

Ao longo de 29 anos, a Intec já deu suporte tecnológico a mais de 100 negócios. Atualmente, seis empresas passam pelo programa da Intec, com o desenvolvimento de tecnologias em diversas áreas: Compracam, Provena, RR Import, Forrest Brasil Tecnologia, Neurocel e Toys for Boys – Chemistry Automotive.

Apoio à inovação

A Intec está com 32 vagas abertas para empresas inovadoras que buscam o apoio do Tecpar para desenvolver seus negócios. No momento, são ofertadas 16 vagas para a modalidade de incubação residente (quando a empresa fica nas dependências da Intec) e outras 16 para a incubação não residente, quando o empresário não se instala na incubadora, mas conta com o apoio dos especialistas do instituto. As vagas estão divididas nas duas unidades da Intec, em Curitiba (20 vagas) e em Jacarezinho (12 vagas).

Durante o programa de incubação a empresa passa por quatro níveis de maturidade: implantação (estruturação da empresa), crescimento (expansão dos negócios), consolidação (início da sustentabilidade financeira) e liberação (com o aumento da fatia do mercado e posterior graduação da incubadora). A partir do início da etapa de consolidação até o final da etapa de liberação, a incubada passa a pagar mensalmente ao Tecpar uma retribuição ao incentivo que corresponde a 3% do faturamento bruto mensal da empresa.

Outra modalidade de incubação é o programa Incubação Verde, que busca acelerar o desenvolvimento de negócios sustentáveis e os pedidos de patentes de tecnologias verdes – o programa é executado entre o Tecpar e a Universidade Livre do Meio Ambiente (Unilivre). A parceria oferece apoio ao desenvolvimento e na criação de negócios inovadores com o uso de tecnologias sustentáveis, além de ofertar infraestrutura inicial para esses projetos e sensibilização de empreendedores e empresários quanto ao tema da sustentabilidade.

Saiba mais como funciona ser apoiado pela Intec: intec.tecpar.br/novo
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.