Álcool tratado pela UEL vai ser usado em viaturas de 89 municípios da região
24/03/2020 - 17:28

O Departamento de Química, do Centro de Ciências Exatas (CCE), da UEL, fez o tratamento de 150 litros de álcool 70% que vão ser usados nas viaturas de patrulhamento do 2º Comando Regional de Polícia Militar, que compreende 89 municípios do Paraná. A informação é do tenente Azolini, Relações Públicas da Corporação.

A entrega do material à Polícia Militar foi realizada nesta terça-feira (24), no começo da tarde, no próprio CCE, localizado no Campus. "Esse álcool [70%] será usado por todos os nossos policiais em patrulhamento. Cada viatura desses municípios terá um frasco de 500 ml para assepsia das mãos e para a limpeza da maçaneta, volante e painel das viaturas", explica o tenente Azolini.

Ele afirma que os 89 municípios do 2º Comando englobam cinco batalhões da Polícia Militar (BPM) e três companhias independentes. Conforme o tenente, o frasco que será disponibilizado nas viaturas será para borrifar o álcool. "Assim, vamos poder otimizar o uso do produto", diz o militar.

Durante a entrega do álcool à PM, o vice-reitor da UEL, professor Décio Sabbatini, disse que a Universidade está atendendo várias demandas como essa da Polícia Militar e a do Hospital Universitário (HU) e, com mais insumos, pode atender outras instituições. Segundo ele, a realização do teste para detecção do coronavírus poderia ser descentralizado para o interior do Estado, já que a Universidade tem estrutura (laboratórios) e expertise para a realização dos testes.

CCE - O álcool doado à PM foi tratado pela UEL, no Departamento de Química, em trabalho realizado por professores, técnicos e estudantes de diferentes níveis de ensino. O chefe do Departamento de Química do CCE, o professor Mário Henrique Killner, explica que o álcool vem da indústria em uma forma agressiva e pode ser prejudicial para as mãos. Esse produto foi doado à Polícia Militar pela Usina de Álcool Alto Alegre, unidade de Florestópolis.

"Realizamos o tratamento desse álcool para que o produto fique adequado para o uso humano", explica o professor Mario Henrique Killner. O diretor do CCE, o professor Silvano Cesar da Costa, avalia como positiva a parceria entre a Universidade e Polícia Militar, para o tratamento do álcool. "Estamos contribuindo para a sociedade neste momento de pandemia", afirma o professor.

Segundo Silvano Cesar da Costa, a Polícia Militar está na linha de frente e, por isso, os PMs que são servidores públicos acabam expostos, neste caso, aos riscos do coronavírus, que transmite a COVID-19. "Nossa avaliação é positiva. A Universidade está cumprindo o seu papel, que é extremamente positivo. Essa é nossa contribuição à sociedade", ressalta o professor.

Batalhões e companhias - O 2° Comando Regional de Polícia Militar compreende o 2º Batalhão de Polícia Militar (BPM), em Jacarezinho; o 5º BPM, em Londrina; o 10º BPM, em Apucarana; o 15º BPM, em Rolândia e o 18º Batalhão de Polícia Militar, em Cornélio Procópio. O Comando também reúne a 4ª Companhia Independente de Polícia Militar, em Londrina; a 6ª Companhia em Ivaiporã e a 7ª Companhia em Arapongas.