Coordenadora do USF visita projetos de extensão da UENP
10/09/2019 - 17:05

Com o objetivo de acompanhar as atividades de projetos de extensão a coordenadora do Programa Universidade Sem Fronteiras (USF) Sandra Cristina Ferreira realizou, na última semana, uma visita técnica na Universidade do Norte do Paraná (UENP). A visita faz parte da agenda de acompanhamento das ações dos projetos vinculados ao programa e que são custeados com recursos da Unidade Gestora do Fundo Paraná. Sandra também visitou na última semana os projetos da Universidade Estadual de Londrina (UEL).

Coordenado pela Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, o Universidade Sem Fronteiras é uma política de Estado que desenvolve ações de extensão nas instituições de ensino públicas e privadas.

São priorizadas áreas estratégicas que privilegiem municípios com baixo Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), bem como, áreas de pobreza das periferias das cidades paranaenses. “Os projetos tem a missão de melhorar a qualidade de vida das populações carentes, utilizando os conhecimentos produzidos nas universidades como instrumento de transformação”, destacou Sandra.

ARTE – Para contribuir com a popularização da arte e fomentar produção de novas obras o projeto “Identidades visuais: ações para economia solidária e preservação de ofícios tradicionais”, desenvolve ações em Jacarezinho e nas cidades vizinhas. Mais de 300 artistas catalogados atuam em eventos regionais, feiras e exposições de arte e artesanato organizados pelo projeto. A coordenadora do USF acompanhou, durante a visita, a produção dos materiais pelo grupo de artistas.

SAÚDE BUCAL – Nas cidades de Itambaracá e Santa Amélia os estudantes dos cursos de odontologia e enfermagem, além de bolsistas recém-formados, atuam nas ações de prevenção e tratamento da saúde bucal. O projeto é realizado em parceria com as escolas municipais e atende cerca de 500 crianças anualmente.

EQUOTERAPIA – Outro projeto de extensão que recebeu a visita da coordenadora do USF foi o Núcleo de Equoterapia da UENP. Desde 2016, a universidade em parceria com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) das cidades de Andirá, Bandeirantes e Itambaracá, atende crianças com autismo, paralisia cerebral, síndrome de Down e outros problemas cognitivos.

São realizados passeios com cavalos acompanhados por fisioterapeutas, psicólogos e fonoaudiólogos. Durante os passeios, as crianças são estimuladas com brinquedos lúdicos como letras, números e formas para auxiliar no desenvolvimento psicomotor.

ATENDIMENTO PSICOLÓGICO – Pensando na melhoria da qualidade de vida da comunidade acadêmica e na proteção à saúde mental, a UENP conta com o Núcleo de Assistência Social e Psicológico (NASP). O núcleo atende cerca de 300 pessoas entre estudantes, docentes e agentes universitários dos três campi da instituição com acompanhamento psicológico, palestras e oficinas. Com palestras para estudantes da universidade e do ensino médio dos três municípios (Jacarezinho, Bandeirantes e Cornélio Procópio), o público total chega a 5 mil pessoas.

CORNÉLIO PROCÓPIO – Os projetos “autismo e discalculia: formação de professores de escolas de baixo IDEB para uso de tecnologia da informação” e o laboratório de atendimento psicopedagógico para crianças com dificuldade de atendimento no município também se reuniram com a coordenadora do USF para apresentar as ações desenvolvidas e a importâncias das atividades para a cidade.

GALERIA DE IMAGENS