Reunião discute programa para desenvolvimento de municípios lindeiros ao Lago de Itaipu
17/09/2021 - 18:21

Confira o áudio desta notícia 

O Programa de Governança, Inovação e Inteligência para Desenvolvimento dos Arranjos Produtivos nos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu foi o tema da reunião entre representantes da Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) e da usina binacional. Ele prevê a articulação de ações integradas entre instituições que atuam nos 16 municípios do território.

No encontro, realizado na quinta-feira (16), foi entregue ao assessor especial da diretoria da Itaipu, Washington Vasconcelos Santana, um relatório parcial. O documento foi elaborado em parceria com o Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros, que também participa do desenvolvimento do programa.

Para o coordenador de Ciência e Tecnologia da Seti, Marcos Aurélio Pelegrina, o envolvimento da Unioeste é essencial para fortalecer e ampliar as ações de desenvolvimento econômico, social e sustentável. “A ciência tem relação direta com as atividades produtivas, possibilitando avanços em vários segmentos da sociedade e melhoria na qualidade de vida da população”, afirma.

Ele destaca, entre os resultados esperados, uma série de melhorias para a região Oeste do Paraná, como geração de trabalho, emprego e renda; novos negócios e investimentos, competitividade para os arranjos produtivos, mais equilíbrio entre as dimensões sociais, econômicas e ambientais e preservação de recursos naturais.

EIXOS – Iniciado em maio deste ano, o programa tem perspectiva inicial de 20 anos e contempla 11 eixos estruturantes: governança, gestão pública, sustentabilidade, negócios e renda, saúde, papel da universidade, inovação, agricultura familiar, segurança e competitividade para a cadeia produtiva, infraestrutura e segurança pública.

“A ideia é atender as demandas dos municípios, a partir de programas governamentais, com o propósito de contribuir para o desenvolvimento dessas cidades, visando a transformação da região”, enfatiza o coordenador do projeto, professor José Ângelo Nicácio.

Além de prefeituras, câmaras de vereadores e associações comerciais, o programa envolve as instituições de ensino superior paranaenses, colocando a pesquisa científica e tecnológica como o principal ativo para nortear as ações propostas para esses pequenos municípios.

TECNOLOGIA – A comitiva também conheceu o Programa Vila A Inteligente, uma iniciativa do Parque Tecnológico Itaipu (PTI), que consiste no primeiro e maior bairro público inteligente do Brasil. A Vila A dispõe de soluções tecnológicas em escala real, posicionando Foz do Iguaçu e o PTI como referências na área de Cidades Inteligentes, as chamadas Smart Cities.

PRESENÇAS – A agenda na Itaipu contou com a presença do prefeito de Guaíra, Heraldo Trento, que preside o Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros; do assessor da Coordenadoria de Ciência e Tecnologia da Seti, Paulo Afonso Schmidt; além dos professores da Unioeste em Marechal Cândido Rondon, Davi Felix Schreiner, também diretor-geral do campus, e Douglas André Roesler.

Últimas Notícias