Invest UEL é finalista em competição nacional de Análise Fundamentalista
14/07/2021 - 09:21

A equipe Invest UEL, formada por estudantes do último ano do Curso de Ciências Contábeis da Universidade Estadual de Londrina (UEL), na região norte do Paraná, é finalista da 2ª Competição de Análise Fundamentalista. A equipe enfrentará a Liga da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), no dia 31 de agosto. O evento, promovido pelo TradersClub (TC), reúne 45 equipes de todo o Brasil, entre ligas universitárias e projetos universitários, no maior campeonato de finanças universitárias do Brasil.

A equipe da UEL, formada pelas estudantes Maria Raphaelly Guimarães de Almeida, Isabella Basílio, Mariana Batista, Mayara Moretti e Ylani Martins, é orientada pelo professor Daniel Ramos Nogueira, do Departamento de Ciências Contábeis, vinculado ao Centro de Estudos Sociais e Aplicados (Cesa). O grupo enfrentou outras 11 equipes na chave A da disputa. Classificado com mais uma equipe da mesma chave, disputou as quartas de final com a equipe da Universidade Estadual Paulista (Unesp) - Campus Guaratinguetá, de São Paulo; e a semifinal com a Liga Atos, da Universidade Federal Fluminense (UFF), do Rio de Janeiro. Agora, a equipe paranaense vai encarar a Liga da UFRN na final, vencedora da disputa entre as equipes das chaves C e D.

A estudante Maria Raphaelly, 23 anos, comenta que a equipe “não esperava chegar tão longe na competição”. “Entramos para passar da primeira fase, a das chaves, mais nada. Não imaginávamos que iríamos para a final. Agora, vamos nos empenhar para vencer”, comenta, com entusiasmo. 

Na primeira etapa, as equipes tiveram de preparar uma análise de uma empresa escolhida pela comissão julgadora. Para a fase eliminatória, a Invest UEL escolheu a construtora MRV para analisar. O grupo avalia, entre outros indicadores, se a empresa oferece um bom modelo de negócio, se é propícia para investimentos e se as ações estão em preço condizente com o mercado.

ANÁLISE FUNDAMENTALISTA - A Invest UEL prepara uma defesa, em formato de relatório, para entregar à comissão avaliadora da TC School no dia 29 de julho. O documento é um dos três critérios de avaliação da comissão, formada por analistas convidados e membros da própria TC. A avaliação do relatório representa 40% da nota final; o julgamento da comissão avaliadora outros 40% e os 20% restantes, definidos por uma votação aberta nas redes sociais da TC School.

Segundo o orientador da equipe, professor Daniel Ramos Nogueira, o grupo se destacou em sua primeira participação na competição de análise fundamentalista. “Como equipe estreante, é bastante gratificante chegar na final. Tivemos diversas oportunidades de aprendizado no caminho”, avalia.

A competição oferece, também, uma oportunidade profissional para os estudantes, em uma área – mercado de capitais – que ainda está se expandindo no curso de Ciências Contábeis. “Nós nos esforçamos para guiar os estudantes em suas áreas de interesse profissional. Como estão no último ano, é bastante importante esse tipo de aproximação com competições ligadas às áreas de mercado”.