Paraná e Província da Silésia, na Polônia, intensificam cooperação internacional
22/11/2022 - 09:00

O Paraná vai assinar nos próximos dias um acordo de cooperação científica e tecnológica com a Silésia, região mais industrializada da Polônia. O acordo é uma continuidade do trabalho iniciado no Programa de Cooperação Internacional Urbana e Regional (IURC, na sigla em inglês), criado pela União Europeia. O Paraná é o único integrante brasileiro. A cooperação terá como foco o desenvolvimento de uma estratégia para inovação regional (Research and Innovation Smart Specialization Strategy – RIS).

O acordo abrangerá pesquisas, troca de informações científicas e tecnológicas e intercâmbio de cientistas, peritos e investigadores. Deverá contar, ainda, com o apoio às pequenas e médias empresas, realização de treinamentos, participação em feiras e seminários, missões comerciais, conferências, congressos e outras atividades promocionais de turismo de negócios e de cultura.

“O objetivo da cooperação é explorar o potencial econômico da Silésia e do Paraná, ao se buscar parcerias colaborativas para a promoção do desenvolvimento sustentável, fazendo uso dos ecossistemas de inovação existentes”, afirma o articulador de parcerias da Superintendência Geral de Desenvolvimento Econômico e Social (SGDES), do Governo do Estado, Filipe Braga Farhat.

A Superintendência é responsável pela coordenação do programa IURC no Estado, que iniciou, na prática, com a visita de uma comitiva polonesa ao Paraná, liderada pelo governador da Província da Silésia, Jakub Cheltowski, no final de março deste ano.

PARCERIA – O Programa de Cooperação Internacional Urbana e Regional visa conectar cidades e estados de diferentes países para que compartilhem soluções para problemas em comum. É uma estratégia de longo prazo da União Europeia para fomentar o desenvolvimento urbano e regional sustentável em cooperação tanto com os setores público e privado quanto com grupos comunitários e cidadãos.

O programa de cooperação une pares (cidades–cidades e estados-estados). A escolha é feita pela União Europeia, por meio de dados previamente enviados pelas cidades e estados da América Latina e da Europa, onde as áreas de interesse são apresentadas.

O acordo inicial entre Silésia e Paraná foi assinado em fevereiro de 2022, por meio do IURC, e envolve a Sanepar e o Central Mining Institute - GIG (Instituto Central de Mineração) da Silésia.

No início de novembro, Filipe Braga Farhat e a correspondente da Província da Silésia, Bárbara Szafir, apresentaram os resultados já obtidos pela cooperação entre as duas regiões no evento anual do Programa de Cooperação Internacional Urbana e Regional, em Bruxelas (Bélgica).

Foi apresentado o projeto que envolve a Sanepar e o Instituto Central de Mineração da Silésia de aplicação de microrganismos no lodo de esgoto, para ser utilizado como biofertilizante, potencializando a fertilização do solo. Também foi apresentada a iniciativa chamada Brasilésia, que tem a participação do Paraná, e é fruto de um acordo entre o Brasil e a Silésia, cujo objetivo é apoiar startups.

Os representantes dos dois estados também falaram sobre a parceria na área de educação para adoção no Paraná de uma metodologia inovadora, utilizada em escolas na Polônia, que envolve a aplicação do jogo de xadrez como uma ferramenta de educação e desenvolvimento intelectual dos alunos.

SILÉSIA – A Província da Silésia tem como capital Katowice, cidade com a maior densidade populacional, com aproximadamente 5 milhões de habitantes, e o quarto maior PIB per capita. É a região mais industrializada e urbanizada e com maior potencial econômico da Polônia. Abriga 11 universidades públicas, incluindo a Universidade da Silésia em Katowice, que é o maior centro educacional do país.

GALERIA DE IMAGENS